Jump to content
Sign in to follow this  
spock

FMM 2009

Recommended Posts

Chucho Valdés, um dos melhores pianistas de jazz do mundo, no FMM Sines 2009

 

2009.03.20. A “big band” do pianista cubano Chucho Valdés, um dos nomes fundamentais do jazz latino, é a segunda confirmação oficial do programa do Festival Músicas do Mundo de Sines 2009. Apresenta-se no Castelo de Sines no dia 23 de Julho.

 

Filho de Bebo Valdés, um dos mais destacados pianistas e compositores cubanos do século XX, Chucho não é menos importante na história da música cubana das últimas décadas, com mais de 50 discos gravados e cinco Grammys conquistados, entre 14 nomeações.

 

Nascido em Quivicán, província de Havana, em 1941, Chucho começou a tocar piano de ouvido aos 3 anos de idade e formou o seu primeiro trio de jazz aos 15 anos.

 

Gravou o seu primeiro disco, “Chucho Valdés y su Combo”, em 1963, e sete anos mais tarde, em 1970, foi considerado um dos cinco melhores pianistas de jazz do mundo, juntamente com Bill Evans, Oscar Peterson, Herbie Hancock e Chick Corea.

 

Em 1973, fundou o grupo mítico do jazz cubano, Irakere, sendo seu pianista, compositor, arranjador e director até aos dias de hoje.

 

Contando na sua formação inicial com músicos do calibre de Arturo Sandoval e Paquito d’Rivera, Irakere foi o primeiro grupo cubano a ganhar um Grammy, em 1980, e foi no seu seio que Chucho Valdés consolidou a sua carreira nos melhores palcos de todo o mundo.

 

Em 1996, integrado numa banda chamada Crisol, que formou com o trompetista Roy Hargrove, ganhou, com o disco “Habana”, o seu segundo Grammy.

 

Num outro agrupamento, o quarteto que formou em 1998, gravou quatro discos para a Blue Note (“Bele Bele en La Habana”, “Briyumba Palo Congo”, “Live at the Village Vangard” e “New Conceptions”), todos eles nomeados para Grammys e dois deles vitoriosos.

 

O quinto Grammy foi obtido em 2002 com o disco “Canciones Inéditas”, álbum a solo com obras da sua autoria gravado para a editora Egrem.

 

Detentor das principais distinções culturais concedidas pelo seu país, incluindo a máxima, a Medalha Felix Varela, Chucho Valdés tem as chaves das cidades de Ponce (Porto Rico), Los Angeles, San Francisco, Nova Orleães e Madison, nos EUA, e, numa cerimónia realizada em Los Angeles, junto a Tito Puente, Eddie Palmieri e Lalo Shiffrin, foi inscrito no “Hall of Fame” do Jazz Latino.

 

No concerto de Sines será acompanhado pela voz de Mayra Valdés, o baixo de Lázaro Alarcón, a bateria de Juan Carlos Castro Rojas, a percussão de Yaroldi Abreu, o sax alto de German Velazco , o sax tenor de Carlos Manuel Miyares Hernandez e os trompetes de Alexander Abreu e Maikel Gonzalez.

 

Depois de Lee “Scratch” Perry (Jamaica), Chucho Valdés Big Band (Cuba) é o segundo nome oficialmente confirmado da programação do Festival Músicas do Mundo 2009.

 

Realizado todos os meses de Julho, em vários espaços da cidade e do concelho de Sines, o FMM é o maior evento nacional no seu género, tendo já acolhido um total de 164 projectos musicais, vistos por mais de 325 mil espectadores, ao longo de dez anos.

 

Mais informação: http://www.myspace.com/chuchovaldes

 

Lenda do reggae Lee “Scratch” Perry

no FMM 2009

 

2009.03.09. O jamaicano Lee “Scratch” Perry, um dos mais importantes criadores da história do reggae, actua no Festival Músicas do Mundo (FMM) de Sines no dia 25 de Julho de 2009, no Castelo.

 

Incluído na lista dos 100 maiores artistas de todos os tempos publicada pela revista Rolling Stone em 2004, o contributo do seu trabalho como produtor, autor e intérprete de canções para o desenvolvimento e popularidade do reggae em todo o mundo não tem comparação com qualquer outra figura viva da música jamaicana.

 

 

© Drew Goren - subwaysleeper.com

 

Produtor de nomes míticos como Bob Marley & The Wailers, Max Romeo e The Clash, Lee “Scratch” Perry é considerado um dos primeiros “produtores-artistas” da edição musical moderna, ocupando nesta qualidade um lugar na história da música popular ao nível de pioneiros como George Martin, Phil Spector e Brian Wilson.

 

Determinante no nascimento do ritmo lento que ajudou a conferir autonomia estilística ao reggae em relação ao pulsar mais rápido do seu género ascendente, o ska, as experiências de Perry na mesa de mistura são também hoje consideradas consensualmente como fundamentais para que tomasse forma outra criação de génio da música da Jamaica, o “dub”.

 

Autor de dezenas de discos desde o final dos anos 50, merecem menção especial entre a sua discografia os álbuns históricos dos anos 70, como “Super Ape” (1976) e “Roast Fish, Collie Weed, and Cornbread” (1978), e a compilação “Arkology” (1997), através da qual muitos dos ouvintes da nova geração tomaram conhecimento do seu legado.

 

“Jamaican E.T.”, vencedor do Grammy para melhor álbum de reggae em 2003, e “Repentance”, nomeado para o mesmo prémio em 2009, são dois dos grandes triunfos da sua produção em disco na última década e a prova de que, mesmo com 73 anos completos quando se apresentar em Sines, a sua vitalidade criativa permanece intocada.

 

Depois de Black Uhuru com Sly & Robbie, em 2001, e The Skatalites, em 2003, Lee “Scratch” Perry é o quarto nome da história viva do reggae a pisar os palcos de Sines desde a criação do Festival Músicas do Mundo em 1999.

 

http://www.fmm.com.pt/

Share this post


Link to post
Share on other sites

Chuco Valdéz é muito, muito bom, não me importava de ir so para o ouvir a ele....a ver vamos

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acabei de marcar férias para esta semana.....este ano vou papar o festival por inteiro

 

 

Bora lá kola

Share this post


Link to post
Share on other sites

por acaso começa mesmo no inicio das minhas ferias, e já tenho planos para as minhas 3 belas semanitas (road trip), de qualquer das maneiras, sendo que começa nos 1ºs dias até pode ser que de para fazer um pequeno desvio, so para curtir 1 ou 2 dias........vamos falando..

Share this post


Link to post
Share on other sites
O Lee Scratch Perry já não fuma ganja! :(

 

 

 

 

menino

 

 

ehehe....

 

regaezinho do bom ãhh......

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

O festival dos festivais ! ! ! ! :give_heart:

 

Mais um ano, e mais uma presença aqui do je ! Ainda por cima com o grande Mestre Lee Scratch Perry...

Share this post


Link to post
Share on other sites
O Lee Scratch Perry já não fuma ganja! :(

 

 

 

 

menino

 

 

ehehe....

 

regaezinho do bom ãhh......

 

 

Dub! Sachabôr!

Share this post


Link to post
Share on other sites

La estarei mas um ano tb

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ok. I'm in!

 

Final do mes e' que bomba!

 

cumpz,

Share this post


Link to post
Share on other sites

lee scrach perry no hard club arrasou com tudo :) em paredes de coura estava muito janado mas bom na mesma. o FFM de Sines é um dos melhores festivais realizados em Portugal e de ano para ano vai tendo mais adesão

Share this post


Link to post
Share on other sites
La estarei mas um ano tb

 

E casadinho de fresco ou nem por isso? ;)

 

 

Marquei ferias nos ultimos 15 dias de Julho!!!! hehehehe

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mto elástiko, neste evento!!! :gap:

 

...neps! :rolleyes:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas que bela novidade =))

as férias tbm ja estao marcadas e como diz o meu chefe "a avenida da praia nao é a mesma sem voces na linha da frente"

mais um ano mais uma bela ediçao é certo eheh

 

Mr Lee será bem vindo :respect:

Share this post


Link to post
Share on other sites
La estarei mas um ano tb

 

E casadinho de fresco ou nem por isso? ;)

 

 

Marquei ferias nos ultimos 15 dias de Julho!!!! hehehehe

Temos de combinar qualquer coisa então......devo mandar-me para lá a semana completa ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Em principio vou para Lagos na 1ª semana da ultima quinzena!

Quando começar o festival bazo e vou para Sines. A malta combina melhor mais perto do acontecimento :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bem, mais um anito que vou...eheheheh batidinha...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mestres da guitarra James Blood Ulmer e Debashish Bhattacharya no FMM Sines

 

O mestre da “slide guitar” indiana Debashish Bhattacharya e James Blood Ulmer, figura maior da música afro-americana, são as duas novas confirmações oficiais do programa do FMM Sines - Festival Músicas do Mundo 2009. Debashish apresenta-se em Sines no dia 24 de Julho e Blood Ulmer no dia 25 de Julho, ambos no recinto do Castelo medieval.

 

Debashish Bhattacharya (Índia)

 

Desde que descobriu a “slide guitar”, com apenas três anos, Debashish Bhattacharya (n. 1963) tem devotado a sua vida a tornar-se um dos melhores intérpretes deste instrumento, com grande tradição na Índia, sendo hoje reconhecido como um dos seus “pandit” (mestres).

 

Melhor artista da Ásia / Pacífico nos BBC Radio 3 World Music Awards 2007, Debashish transformou a “slide guitar”, criando versões adaptadas do instrumento que usa como veículo para incursões de profundidade rara pela raga indiana.

 

Ao lado do seu irmão Subhashish, na tabla, e das únicas mulheres indianas que tocam as percussões tradicionais “pakhawaj” e “mridangam”, Chitrangana Agle Reshwal e Charu Hariharan, Debashish apresenta-se em Sines com um espectáculo baseado nos seus últimos dois discos, “Calcutta Chronicles” (que lhe valeu uma nomeação para um Grammy em 2009) e “O Shakuntala”.

 

James Blood Ulmer (EUA)

 

O guitarrista e vocalista James Blood Ulmer (n. 1942) tem um percurso ligado a praticamente todos os géneros da música afro-americana.

 

Guitarrista desde os 4 anos (o pai, pastor, ofereceu-lhe um instrumento com o objectivo de prepará-lo para a pregação), começou a carreira profissional trabalhando em grupos de R&B e funk.

 

Desde muito cedo atraído pelo jazz, conheceu e tocou com Ornette Coleman, cuja subversão da componente harmónica em favor da improvisação livre, atonal, teve grande influência na sua produção dos anos 70 e 80.

 

Hoje a sua música é mais estruturada e tem vindo a ganhar ascendência a rica história dos blues e a tradição que o rock (nomeadamente na linha psicadélica) tem no seu instrumento.

 

Os discos “Birthright” (2005) e “Bad Blood in the City: The Piety Street Sessions” (2007), produzidos por Vernon Reid, são os melhores exemplos do James Blood Ulmer actual, “bluesman” de corpo inteiro que teremos o privilégio de ouvir num concerto em que enche o palco apenas com a sua voz e a sua guitarra.

 

Depois de Lee “Scratch” Perry (Jamaica) e Chucho Valdés Big Band (Cuba), Debashish Bhattacharya (Índia) e James Blood Ulmer (EUA) são os terceiro e quarto nomes oficialmente confirmados da programação do Festival Músicas do Mundo 2009.

 

Realizado todos os meses de Julho, em vários espaços da cidade e do concelho de Sines, o FMM é o maior evento nacional no seu género, tendo já acolhido um total de 164 projectos musicais, vistos por mais de 325 mil espectadores, ao longo de dez anos.

 

A edição 2009 realiza-se entre 17 e 25 de Julho.

 

Mais informação (DB): http://www.myspace.com/calcuttaslide

Mais informação (JBU): http://www.myspace.com/jamesbloodulmer

Site oficial FMM: http://www.fmm.com.pt

 

 

SPECIAL THANKS TO MAX @ FESTIVAISPT

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mor Karbasi e Portico Quartet confirmados

 

Mor Karbasi, cantora israelita radicada no Reino Unido, e Portico Quartet, a revelação do jazz britânico em 2008, são as duas novas confirmações do Festival Músicas do Mundo de Sines 2009. Actuam ambos, no Centro de Artes de Sines, na noite de 20 de Julho.

 

http://www.myspace.com/morkarbasi

http://www.myspace.com/porticoquartet

 

 

Bandas confirmadas até à data:

 

20-Jul

Centro de Artes de Sines

- Mor Karbasi

- Portico Quartet

 

23-Jul

Castelo Medieval

- Chucho Valdés

 

24-Jul

Castelo Medieval

- Debashish Bhattacharya

 

25-Jul

Castelo Medieval

- Lee “Scratch” Perry

- Blood Ulmer

Share this post


Link to post
Share on other sites
Cyro Baptista, um dos melhores percussionistas da actualidade, no FMM 2009

 

Cyro Baptista, percussionista brasileiro radicado no EUA, actua no FMM Sines – Festival Músicas do Mundo 2009. O concerto tem lugar no dia 24 de Julho, no Castelo, e é a sétima confirmação oficial de um programa com 37 espectáculos previstos, a realizar em Sines e Porto Covo entre os dias 17 e 25 de Julho.

 

A viver nos EUA desde 1980, Cyro é um dos mais respeitados percussionistas do mundo, já tendo trabalhado com músicos tão diferentes quanto Paul Simon, Yo-Yo Ma, John Zorn, Herbie Hancock, Daniel Barenboim, Brian Eno, Sting, Caetano Veloso, Wynton Marsalis, Jay-Z e Snoop Dogg.

 

Entre essas colaborações destaca-se a sua participação em cinco discos vencedores de Grammys: "Obrigado Brasil" (Yo-Yo Ma), "Blue Light 'Til Dawn" (Cassandra Wilson), "Santiago" (The Chieftains), "A Love Affair" (Ivan Lins) e “Gershwin’s World” (Herbie Hancock).

 

Em nome próprio tem seis discos, três dos quais com Beat the Donkey, o grupo multinacional de percussionistas que traz a Sines.

 

Comparado a um espectáculo de Frank Zappa pela sua força e perícia musical (All About Jazz), Beat the Donkey é um show imparável de dança e percussão de todo o mundo (Brasil, Médio Oriente, Indonésia, África, EUA) preparado por músicos que, pela maneira exuberante e teatral como se apresentam em palco, mostram que também pode haver humor dentro do ritmo.

 

Eleito percussionista do ano, em 2002, pelas revistas JAZZIZ e DRUM, e considerado uma estrela ascendente do mundo da percussão na 51.ª “poll” de críticos da revista DOWNBEAT, Cyro Baptista traz a Sines o repertório dos trabalhos com Beat the Donkey e do seu disco de 2008, “Banquet of the Spirits”.

 

Além de Cyro Baptista, estão já confirmadas oficialmente as presenças no FMM 2009 de Lee “Scratch” Perry (Jamaica), Chucho Valdés Big Band (Cuba), Debashish Bhattacharya (Índia), James Blood Ulmer (EUA), Mor Karbasi (Israel / Reino Unido) e Portico Quartet (Reino Unido).

 

Realizado todos os meses de Julho, em vários espaços da cidade e do concelho de Sines, o FMM é o maior evento nacional no seu género, tendo já acolhido um total de 164 projectos musicais, vistos por mais de 325 mil espectadores, ao longo de dez anos.

 

Mais informação: http://www.myspace.com/beatthedonkey

 

Câmara Municipal de Sines

 

 

 

Bandas confirmadas até à data:

 

20-Jul

Centro de Artes de Sines

- Mor Karbasi

- Portico Quartet

 

23-Jul

Castelo Medieval

- Chucho Valdés

 

24-Jul

Castelo Medieval

- Debashish Bhattacharya

- Cyro Baptista

 

25-Jul

Castelo Medieval

- Lee “Scratch” Perry

- Blood Ulmer

 

 

FestivaisPT @ twitterFEST.png

Queres saber, em primeira mão, as confirmações para os festivais?

Segue o FestivaisPT no Twitter!

Share this post


Link to post
Share on other sites
FMM SINES 2009: ANÚNCIO DO PROGRAMA INTEGRAL DE CONCERTOS

 

Sines, capital da “world music” em Portugal, recebe 11.º Festival Músicas do Mundo em Julho

 

Lee ‘Scratch’ Perry, Chucho Valdés, Debashish Bhattacharya, James Blood Ulmer, Cyro Baptista, Hanggai, Rupa & The April Fishes, Chicha Libre, The Ukrainians e Speed Caravan são alguns destaques entre os 37 projectos musicais programados.

 

O FMM Sines – Festival Músicas do Mundo, uma organização da Câmara Municipal de Sines, sobe aos palcos de Sines e Porto Covo entre 17 e 25 de Julho de 2009 para a maior festa de descoberta de novos artistas e expressões musicais realizada em Portugal.

 

Na 11.ª edição do evento, a capital nacional da “world music” enche-se para assistir a 37 espectáculos com origem na Europa, África, Médio Oriente, Ásia e Américas, mais de duas dezenas dos quais em estreia absoluta no nosso país.

 

A primeira parte do festival – 17, 18 e 19 de Julho – tem lugar em Porto Covo, num palco montado junto ao Porto de Pesca. A partir de 20 de Julho, a música transita para os três palcos da cidade de Sines: Centro de Artes de Sines, Praia Vasco da Gama e Castelo medieval, cenário histórico do festival e berço de Vasco da Gama.

 

No alinhamento do programa, destaque para a presença em Sines do jamaicano Lee ‘Scratch’ Perry, uma das figurais seminais do reggae e do dub, incluído na lista de 100 melhores artistas de todos os tempos publicada em 2004 pela revista Rolling Stone. Ficará a seu cargo o encerramento do programa de concertos no palco do Castelo, na noite de 25 de Julho.

 

Um dos mais conceituados pianistas de jazz do mundo, o cubano Chucho Valdés, vencedor de cinco Grammys, entre 14 nomeações, comanda a armada dos multi-premiados. Nela também se contam o mestre indiano da “slide guitar”, Debashish Bhattasharya, eleito melhor artista da Ásia / Pacífico nos BBC Radio 3 World Music Awards 2007, o grupo de hip hop senegalês Daara J Family, melhor grupo africano da edição de 2004 dos mesmos prémios, e um dos mais interessantes projectos da folk europeia, a banda polaca Warsaw Village Band, revelação com selo BBC em 2003.

 

Entre os nomes que mais têm estado em foco no circuito das músicas do mundo no último ano e que marcam presença em Sines, menção especial para as cumbias psicadélicas de Chicha Libre e a doce música de intervenção de Rupa & The April Fishes, exemplos acabados da melhor criação musical cosmopolita com origem nos EUA.

 

Fazem ainda parte deste conjunto de revelações da primeira linha os franco-argelinos Speed Caravan (que fecham o festival, junto à Praia Vasco da Gama, na noite de 25 de Julho), o grupo chinês Hanggai, a cantora israelita Mor Karbasi e o quarteto de jazz britânico Portico Quartet, todos eles autores discos de estreia lançados em 2008 com recepção entusiástica tanto pelo público como pela crítica especializada.

 

Pelo seu poder musical, mas também visual, constituem promessas de espectáculos de grande impacte os congoleses Kasaï Allstars (com 13 músicos e dançarinos em palco), os shows de percussão do brasileiro Cyro Baptista e do argentino Ramiro Musotto, a orquestra de Afrobeat do nigeriano Dele Sosimi e a Orquesta Típica Fernández Fierro, um dos melhores agrupamentos de tango argentino da actualidade.

 

Pela energia colocada em palco em todas as actuações, aguarda-se que a fusão cigana dos italianos Circo Abusivo, o folk punk dos britânicos The Ukrainians, e a mistura de jazz, heavy metal e “world music” da banda finlandesa Alamaailman Vasarat resultem em mais três concertos explosivos do FMM Sines 2009.

 

Considerado “um dos melhores grupos europeus” por Thurston Moore (Sonic Youth), a banda franco-italo-tunisina L’Enfance Rouge dará um concerto de rock experimental com base de música tradicional árabe. Noutros dois projectos de fusão em que a componente étnica é marcante, o grupo Njava aposta no cruzamento entre as músicas tradicionais do Madagáscar e a música de dança e o projecto Corneliu Stroe & Aromanian Ethno Band revitaliza o folclore do povo aromeno através do jazz.

 

Entre os concertos assentes na capacidade expressiva de um único artista destacam-se os oferecidos pelo “bluesman” James Blood Ulmer, uma das figuras de referência da música negra norte-americana, pelo trovador do Burkina Faso, Victor Démé, e por Mamer, um surpreendente jovem cantautor com raízes do interior da China. O cantor Bibi Tanga, natural da Rep. Centro-Africana, terá a seu lado o DJ francês Le Professeur Inlassable, mas estará na sua voz “soul” a chave de outro concerto a não perder.

 

O preço do bilhete para cada noite de música é de 5 euros em Porto Covo e de 10 euros no Castelo. O custo dos espectáculos no Centro de Artes de Sines varia entre os 10 euros (20 e 21 de Julho) e os 5 euros (22, 23, 24 e 25 de Julho). Os sete concertos realizados na Avenida Vasco da Gama, junto à praia do mesmo nome, têm entrada livre.

 

 

 

ALINHAMENTO COMPLETO DO PROGRAMA

 

 

PORTO COVO (junto ao porto de pesca)

 

 

17 de Julho

 

 

O'QUESTRADA (Portugal), 21h30

Criador de música misceginada - entre o fado e o funaná, entre a pop e a canção francesa -, o quinteto O’Questrada é um dos grupos mais comunicativos da história da música em Portugal.

 

 

RUPA & THE APRIL FISHES (EUA), 23h00

Nascida na Califórnia, filha de pais indianos e com uma adolescência passada em França, a cantautora Rupa Marya é a nova embaixadora da América musical cosmopolita.

 

 

CIRCO ABUSIVO (Itália), 00h30

Num universo estético próximo dos Gogol Bordello, com quem tem colaborado, o grupo Circo Abusivo junta a música cigana balcânica a outras músicas num espectáculo explosivo.

 

 

 

Sábado, 18 de Julho

 

 

VICTOR DÉMÉ (Burkina Faso), 21h30

Considerado uma das maiores revelações africanas dos últimos anos, o cantor e guitarrista Victor Démé é um verdadeiro trovador folk, cruzando tradição mandinga e influências latinas.

 

 

THE UKRAINIANS (Reino Unido), 23h00

Um dos melhores representantes da fusão entre a folk e a música punk com origem no Reino Unido apresenta o seu disco novo, “Diáspora”, dedicado à emigração ucraniana e de Leste.

 

 

DELE SOSIMI AFROBEAT ORCHESTRA (Nigéria / Reino Unido), 00h30

Companheiro de Fela e Femi Kuti, o teclista e director musical Dele Sosimi apresenta-se no FMM com a sua Afrobeat Orchestra, máquina de ritmo afro-funk que vai pôr Porto Covo a dançar.

 

 

 

Domingo, 19 de Julho

 

 

WYZA (Angola), 21h30

Autor de “Bakongo”, um dos mais surpreendentes trabalhos de um músico da África de língua portuguesa produzidos no novo milénio, Wyza é música angolana como não a ouvimos antes.

 

 

ORQUESTA TÍPICA FERNÁNDEZ FIERRO (Argentina), 23h00

Criada em 2001 por um grupo de estudantes de Buenos Aires, a OTFF faz tango com o charme de sempre transformado pela energia e a informalidade de uma nova geração de músicos.

 

 

DAARA J FAMILY (Senegal), 00h30

Vencedora dos prémios de “world music” da BBC Radio 3 em 2004, a Daara J Family traz a Porto Covo o melhor hip hop africano, com surpreendentes temperos de Cuba e da Jamaica.

 

 

 

SINES

 

 

Segunda, 20 de Julho

 

 

MOR KARBASI (Israel / Reino Unido), 22h00, Centro de Artes de Sines

Israel sempre foi rico em vozes femininas e Mor Karbasi, uma jovem cantora interessada no herança judia da Península Ibérica, é mais uma diva a acrescentar a esta galeria dourada.

 

 

PORTICO QUARTET (Reino Unido), 23h30, Centro de Artes de Sines

Com o seu álbum de estreia nomeado para o Mercury Prize e considerado o melhor do ano pela revista Time Out, Portico Quartet já não faz jazz, mas “pós-jazz” eivado de espírito “indy”.

 

 

 

Terça, 21 de Julho

 

 

CORNELIU STROE & AROMANIAN ETHNO BAND (Roménia), 22h00, Centro de Artes de Sines

O folclore tradicional dos aromenos, um povo latino do Leste Europeu, tem nova dimensão através da criatividade efervescente do percussionista romeno Corneliu Stroe.

 

 

CARMEN SOUZA (Portugal / Cabo Verde), 23h30, Centro de Artes de Sines

O jazz vocal ganha expressão cabo-verdiana na voz de Carmen Souza, presente em Sines na companhia do saxofonista Jay Corre, que tocou com Sinatra, entre outros grandes dos EUA.

 

 

 

Quarta, 22 de Julho

 

 

MAMER (China), 18h30, Centro de Artes de Sines

Figura do movimento de redescoberta das raízes musicais pela nova geração chinesa, Mamer faz folk alternativa a partir da música tradicional do povo cazaque da região de Xinjiang.

 

 

TRILHOS - NOVOS CAMINHOS DA GUITARRA PORTUGUESA (Portugal), 21h00, Castelo

A guitarra portuguesa do músico sineense Rui Vinagre inicia os concertos no Castelo integrada num quarteto que abre novos horizontes para um instrumento extraordinário.

 

 

JANITA SALOMÉ (Portugal), 22h15, Castelo

Um dos cantautores com uma carreira mais consistente na música portuguesa, Janita apresenta um espectáculo onde canta o vinho através de textos de grandes poetas mundiais.

 

 

UXÍA (Galiza), 23h30, Castelo

Uma das maiores cantoras ibéricas há mais de 20 anos, Uxía promove um encontro emocionante de músicas e músicos da Galiza, de Portugal e de vários países da África de língua portuguesa.

 

 

ACETRE (Extremadura), 00h45, Castelo

Instituição da folk peninsular, o grupo Acetre traz de Olivença a Sines um espectáculo fundado na cultura raiana, com repertório cantado em português e castelhano.

 

 

L'ENFANCE ROUGE (Tunísia / França / Itália), 02h30, Av. Vasco da Gama

Considerado “um dos melhores grupos europeus” por Thurston Moore (Sonic Youth), L'Enfance Rouge faz rock experimental com bases de música tradicional árabe.

 

 

 

 

Quinta, 23 de Julho

 

 

ASSOBIO (Portugal), 18h00, Centro de Artes de Sines

Composto por César Prata e Vanda Rodrigues, o duo Assobio expande material acústico popular através do espectro de novos sons e timbres que só é possível produzir por computador.

 

 

NARF & MANECAS COSTA (Galiza / Guiné Bissau), 19h30, Av. Vasco da Gama

O projecto “Alô Irmão!” junta as vozes e as guitarras (acústicas e eléctricas) do músico galego Fran Pérez (Narf) e de Manecas Costa, expoente contemporâneo da música da Guiné Bissau.

 

 

HANGGAI feat. MAMER (China), 21h30, Castelo

O património vocal e instrumental das estepes da Mongólia Interior tem brilho redobrado nas mãos de Hanggai, um dos grupos mais originais da nova música chinesa.

 

 

 

CHUCHO VALDÉS BIG BAND (Cuba), 23h00, Castelo

Um dos melhores pianistas do mundo e uma referência do jazz latino, Chucho Valdés chega a Sines com mais de 50 discos gravados e cinco Grammys conquistados, entre 14 nomeações.

 

 

KASAÏ ALLSTARS (Rep. Dem. Congo), 00h30, Castelo

Experiências domésticas de amplificação eléctrica de instrumentos tradicionais misturam-se com o espírito do rock e ritmos de transe nativos num espectáculo de grande força musical e visual.

 

 

RAMIRO MUSOTTO & ORCHESTRA SUDAKA (Argentina / Brasil), 02h30, Av. Vasco da Gama

Argentino radicado no Brasil, Ramiro Musotto cruza música baiana e música de vários pontos da América Latina num show de percussão a que a electrónica acrescenta cambiantes.

 

 

Sexta, 24 de Julho

 

 

PAULO SOUSA (Portugal), 18h00, Centro de Artes de Sines

Ex-guitarrista dos Essa Entente, Paulo Sousa apaixonou-se pela música da Índia e é hoje um exímio intérprete do sitar, que tocará em Sines na companhia das tablas de Francisco Cabral.

 

 

NJAVA (Madagáscar), 19h30, Av. Vasco da Gama

Formado por quatro irmãos e um primo a viver em Bruxelas desde os anos 90, Njava reflecte toda a riqueza da música do Madagáscar num espectáculo de dança de fusão “Ethnotic Groove”.

 

 

WARSAW VILLAGE BAND (Polónia), 21h30, Castelo

Revelação dos prémios de “world music” da BBC Radio 3 em 2003, a Warsaw Village Band é um dos grupos de culto da folk europeia e traz dois discos novos para mostrar no FMM 2009.

 

 

DEBASHISH BHATTACHARYA (Índia), 23h00, Castelo

Melhor artista da Ásia / Pacífico nos prémios da BBC Radio 3 em 2007 e nomeado para um Grammy em 2009, Debashish Bhattacharya é o grande mestre da “slide guitar” indiana.

 

 

CYRO BAPTISTA BEAT THE DONKEY (Brasil / EUA), 00h30, Castelo

Considerado um dos melhores percussionistas do mundo, o brasileiro radicado nos EUA Cyro Baptista vem a Sines com Beat the Donkey, um show rítmico e visual a não perder.

 

 

CHICHA LIBRE (EUA), 02h30, Av. Vasco da Gama

Chicha Libre reinventa, a partir de N. Iorque, a música incrível dos índios da Amazónia peruana, que nos anos 70 fundiam cumbias colombianas e melodias andinas com sons psicadélicos.

 

 

 

Sábado, 25 de Julho

 

 

MELECH MECHAYA (Portugal), 18h00, Centro de Artes de Sines

O espírito festivo do klezmer, a mais conhecida música secular do povo judaico, chega ao Centro de Artes de Sines através do quinteto português Melech Mechaya.

 

 

BIBI TANGA ET LE PROFESSEUR INLASSABLE (RCA / França), 19h30, Av. Vasco da Gama

Nascido na Rep. Centro-Africana e criado em França, o cantor e baixista Bibi Tanga chama o DJ Le Professeur Inlassable para uma actualização pessoal da grande música africana e afro-americana.

 

 

JAMES BLOOD ULMER (EUA), 21h30, Castelo

Considerado uma das referências da música negra, o cantor e guitarrista James Blood Ulmer enche o palco do Castelo com os seus blues cultivados pelo jazz, funk e rock psicadélico.

 

 

ALAMAAILMAN VASARAT (Finlândia), 23h00, Castelo

Acústico - embora, pela sua energia, não pareça - o quinteto instrumental Alamaailman Vasarat cruza músicas tão diferentes quanto o klezmer, o jazz e o heavy-metal.

 

 

LEE 'SCRATCH' PERRY (Jamaica), 00h30, Castelo

O fogo-de-artifício dispara com Lee Perry, um dos maiores visionários da música jamaicana, incluído na lista dos 100 maiores artistas de sempre publicada pela Rolling Stone em 2004.

 

 

SPEED CARAVAN (França / Argélia), 02h30, Av. Vasco da Gama

O baile de encerramento do FMM 2009 é comandado por Mehdi Haddab, músico de origem argelina que transformou o alaúde árabe numa máquina electrificada ao serviço do rock.

 

 

 

Site oficial: http://www.fmm.com.pt

 

 

Câmara Municipal de Sines

 

 

enjoy ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

em principio tou la! o ano passado foi lindo :D

Share this post


Link to post
Share on other sites
em principio tou la! o ano passado foi lindo :D

 

Também lá estive e também lá vou estar :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

então apita quando andares por lá!

Share this post


Link to post
Share on other sites
:rolleyes: Eu também vou... e ao after também!!! :phones:

Share this post


Link to post
Share on other sites

entao vemo-nos por la! tambem devo ir ou kuarta ou kinta...=)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu vou sexta e estou ansioso por la xegar.

Reencontramo nos por la' migos(as).

Abracos

Share this post


Link to post
Share on other sites

ja vi duas vezes o grande mestre lee perry 2 vezes, uma delas com mad professor... muito bom... mas na minha opinião o festival de sines ja teve melhores dias... ja tou a ficar velho para festivais de multidões...

 

divirtam-se amigos ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Lá estaremos gandilha!!

 

No Sabadoi a Noite aproveitem:

 

FMM2009.jpg

 

Abraçosssssssss

Share this post


Link to post
Share on other sites

é onde o bar da praia? Vou basar hoje pra baixo

Share this post


Link to post
Share on other sites
é onde o bar da praia? Vou basar hoje pra baixo

 

Boa pergunta! Também n sabemos...

 

Mas deve ser ao pé da praia :gap:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não deve ser.....ao pé da praia tens a marginal cortada e um palco que bomba até de manhã

Share this post


Link to post
Share on other sites

So pode ser nesse bar ai da praia de sines

da para ver bem se olhares para a baía

Share this post


Link to post
Share on other sites
So pode ser nesse bar ai da praia de sines

da para ver bem se olhares para a baía

 

 

yep, acho que é esse bar. ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

brutal! o ano passado tive la a bombar uma beka! mas preferi ir pas tendas de circo de hardtek e trance heheh

amnha ja la touuuuu!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bugaaaaaaaaaaaa :green:

Share this post


Link to post
Share on other sites
brutal! o ano passado tive la a bombar uma beka! mas preferi ir pas tendas de circo de hardtek e trance heheh

amnha ja la touuuuu!!

 

Epá... ir para um festival de world music (com grandes nomes) e ir enfiar-se numa tenda de techno ou de trance... nem sei que diga.

 

Cada um sabe o que faz da vida, mas...

Share this post


Link to post
Share on other sites

...calculo que seja depois dos concertos. Até porque diz a partir das 5 ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

O unico bar que existe na praia é um de madeira. Penso que seja esse!

 

Eu sigo daqui a 2 horas para baixo!

 

te jazz

Share this post


Link to post
Share on other sites
O unico bar que existe na praia é um de madeira. Penso que seja esse!

 

Eu sigo daqui a 2 horas para baixo!

 

te jazz

 

é esse mesmo carlinhos por isso la nos encontramos amanha caso n nos vejamos mais cedo :dancing:

Share this post


Link to post
Share on other sites
O unico bar que existe na praia é um de madeira. Penso que seja esse!

 

Eu sigo daqui a 2 horas para baixo!

 

te jazz

 

é esse mesmo carlinhos por isso la nos encontramos amanha caso n nos vejamos mais cedo :dancing:

 

manda la ai o teu numero que eu ligo-te assim que chegar! Vou com o Joca, a Raquel e o Jimmy.

 

até mais logo ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

tb vou mais o jonherrer logo na "caravana" !

nao devo é chegar a tempo dos concertos mas combinei com o vicente +- ao pe do castelo ..

 

dou-te o toque carlos mais logo..

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...